Pubicado em: sex, jul 1st, 2016

Fenearte 2016 anuncia programação completa

 

Pião, peteca, boneca de pano, mané gostoso, amarelinha, ciranda, cavalo marinho… Brincadeiras, folguedos e brinquedos populares dão o tom da 17ª edição da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), que acontece de 07 a 17 de julho, no Centro de Convenções em Olinda. Este ano, o evento apresenta o universo dos brinquedos artesanais e a alegria dos brincantes, personagens que dão vida aos tradicionais folguedos populares como maracatu, pastoril, reisado, bumba meu boi, entre tantos outros.

O aspecto lúdico do tema “Artesanato. Arte brincante” promete encantar os visitantes da maior feira do segmento na América Latina. Além de enaltecer a picardia dos brincantes, a Fenearte propõe um resgate das brincadeiras antigas, assim como a valorização dos brinquedos artesanais, esses objetos simples e que através dos quais nos reconhecemos e conhecemos as mais antigas tradições.

O governador do Estado, Paulo Câmara, destaca a importância do evento. “A Fenearte é um orgulho de Pernambuco. Não só pela sua dimensão gigantesca e potencial de geração de negócios, ampliados a cada ano, mas principalmente pela riqueza e diversidade das peças produzidas por nossos artesãos e artesãs, que são verdadeiros Patrimônios Vivos. Isso será vivenciado largamente nesta 17ª edição, referendado com a escolha dos dois homenageados, o Mestre Eudócio e o Mestre Naná Vasconcelos, ícones eternos da rica cultura pernambucana e brasileira”.

Com investimento de R$ 5 milhões, geração de mais de 3 mil vagas de empregos temporários e expectativa de movimentação financeira superior a R$ 40 milhões, a Feira espera atrair um público de 300 mil pessoas. Mais de 5 mil expositores, entre artesãos de Pernambuco, do Brasil e de alguns países dividem cerca de 800 espaços, numa área de 30 mil m², no pavilhão do Centro de Convenções.  A Fenearte, juntamente com o Centro de Artesanato de Pernambuco, entre outras iniciativas do Governo do Estado, tem como objetivo valorizar e difundir os saberes tradicionais, estimular o potencial de crescimento dos artesãos, funcionando como importante elemento estruturador da cadeia produtiva do artesanato local.

O Governo do Estado coloca o desenvolvimento do artesanato como prioridade. Nosso trabalho é fomentar esta atividade econômica, responsável pelo sustento de milhares de pernambucanos. A Fenearte, a cada edição, consolida-se como o ponto alto para os artesãos que comercializam seus produtos ao longo do ano nas duas unidades do Centro de Artesanato localizadas em Bezerros e no Recife”, afirma o diretor presidente da AD Diper, Jenner Guimarães.

APRESENTAÇÕES DE CULTURA POPULAR
Em mais uma edição, a Secult-PE e a Fundarpe contribuem para a divulgação de todas as manifestações da cultura popular pernambucana durante a Fenearte.

“A Fenearte, além de toda força para o incremento da cadeia produtiva do Turismo, é um momento importante para dar visibilidade ao nosso patrimônio cultural. A população visitante da feira terá a oportunidade de conhecer e trocar informações com nossos mestres, e a partir desse contato entender mais um pouco sobre a formação da nossa própria identidade cultural. Na parte da programação artística, a Fundarpe pensou na valorização dos nossos Patrimônios Vivos e nos expoentes da nossa cultura popular”, diz a presidente da Fundarpe, Márcia Souto. A Fundarpe está incentivando na feira a participação de 41 atrações da nossa cultura popular. Entre elas, os maracatus nação Erê, Porto Rico, Dona Glorinha do Coco, mamulengos Só Riso e do mestre Zé de Vina, Banda Euterpina, Coco dos Pretos, Lia de Itamaracá, Coco Raízes de Arcoverde, entre outros.

Confira a programação:

Quinta-feira, 7/7
15h30 – Escola Pernambucana de Circo
15h30 – Maracatu Infantil Nação Erê
16h30 – Maracatu Porto Rico
17h – Grupo de Dança Magê Mole
18h – Dona Glorinha do Coco
17h – Mamulengo Riso do Povo de Zé Divina

Sexta-feira, 8/7
18h – Banda Musical Euterpina de Timbaúba (PATRIMÔNIO VIVO)
17h – Mamulengo Nova Geração de Glória do Goitá
19h – Coco dos Pretos
20h – Afoxé Ogbon Obá

Sábado, 9/7 
16h – Em canto e Poesia
17h – Mamulengando Alegria
18h – Cavalo Marinho Boi Pintado do Mestre Grimário
20h – Lia de Itamaracá (PATRIMÔNIO VIVO)

Domingo, 10/7 
16h – Estrelinhas do Coco
17h – Mamulengo Teatro Riso de Zé Lopes
18h – Bloco Compositores e Foliões
20h – Maracatu Estrela de Ouro de Aliança (PATRIMÔNIO VIVO)

Segunda-feira, 11/7 
17h – Mamulengo Novo Milênio de Miro de Carpina
18h – Boneco Seu Malaquias
20h – Pitombeira dos Quatro Cantos

Terça-feira, 12/7 
17h – Mamulengo do Mestre Índio
18h – Ciranda Dengosa
20h – Afoxé Oyá Takolê

Quarta-feira, 13/7 
17h – Baile de Juá / Coletivo do Mestre de Brinquedo
18h – Coco de Selma
20h – Reisado Imperial

Quinta-feira, 14/7 
17h – Mamulengo Jurubeba
18h – Maracatu Leão Coroado  (PATRIMÔNIO VIVO)
20h – Boi Dourado de Limoeiro

Sexta-feira, 15/7 
17h – Mamulengo Ventania / Mestre Zé de Bibi
18h – Caboclinho 7 Flexas
19h – Maracatudo
20h – Banda de Pífano Fulni-ô

Sábado, 16/7 
16h – Grupo de Xaxado Os Cabras de Lampião
17h – Mamulengo Mamuseba
18h – Grupo Cultural Brincante Popular
20h – Coco Raízes de Arcoverde

Domingo, 17/7 
16h – Maracatu Nação Camaleão
17h – Mamulengo Mulato
18h – Maracatu Leão das Cordilheiras de Araçoiaba
20h – Bloco Pierrot de São José

Acesse todas as informações sobre a Fenarte 2016 AQUI 

CulturaPE