Pubicado em: qua, out 14th, 2015

À Única Coisa que me Veio à Cabeça foi: Estamos Jodidos!!!

Não isto não é uma analise aprofundada sobre atual situação política do país e sim uma escrita de escárnios e agonias.

Esta constante tentativa de implantar a todo custo e de forma doentia uma alta e cara estratégia de um capitalismo selvagem carregado de incoerência e incompreensões é o que tem inspirado boa parte das grandes esferas do poder. O impeachment.

Para muitos dos que estão à frente de tais propostas e altos investimentos, antes o fim e decadência de um povo do que qualquer tipo de avanço social e coletivo para o nosso país. Nossas INFELIZES conjunturas politicas partidárias nos abrem as portas para os alicerces de uma constante queda. Sendo assim a oposição e os oportunistas de plantão não estão nem ai para o que possa vir. Atualmente estamos vivendo dentro de uma bolha chamada GOLPE, pois ele nos é velado de todas as maneiras, e hoje estamos submersos aos mais distintos disparos como se fossemos atingidos por balas perdidas.

- Verdade, isto o que escrevo é uma mera e básica visão de nossa atual conjuntara politica. Não irei adentrar em grandes detalhes já que o tempo neste exato momento é curto e não joga ao meu favor.

Ao ver pela TV e web a comemoração do PSDB com fogos de artificio e paralelo a isto ler que os integrantes da “oposição” foram a um encontro na casa do Eduardo Cunha a única coisa que me veio à cabeça foi: Estamos Jodidos!!!

Contra o presidente de uma das Casas do Congresso há acusações de crimes graves, mas ele é apoiadíssimo pelo PSDB! Dá para levar essa gente a sério?”, ironizou o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa em sua conta do Twitter.

Pois é minha gente, não precisamos ser nenhum Michel Zaidan Filho para ter uma melhor compreensão de nossa atual situação observem detalhadamente todas as esferas de poder e sobre tudo as dos meios de comunicações, pois tudo não passa de uma imensa bola de neve sem fim. Basta analisar os constantes conflitos entre diferentes grupos sociais sejam eles das mesmas classes, as conformações de novas milícias e justiceiros urbanos, a ausência de ações e incentivos de politicas públicas para os setores culturais, educacionais e sociais, todo este racismo e fascismo exacerbado entre as redes sociais, meios de comunicações, as constantes aprovações de projetos retrógados como o Estatuto da Família (PL 6583/13) do deputado estadual pelo PR de Pernambuco Anderson Ferreira ou o projeto de lei (PL 1.589) que prevê punição para quem criticar os políticos na internet; esta tristeza é da deputada estadual pelo PMDB do Rio de Janeiro Soraya Santos… Parece piada, mas não é!

Porém tenham calma a coisa não para por ai existem coisas piores junto a estas. Estamos numa linha tênue onde a intolerância e a fabricação do ódio Fast Food em grande escala é o maior SUCESSO!

Estes e outros agravantes me fizeram relembrar de situações parecidas que aconteceram em toda a América latina de 2008 até a atualidade. Vieram uma onda de constantes golpes militares e ações de destituições e queda de governos eleitos de forma democrática pelo povo. Dando inicio a esta odisseia sem fim de conflitos sociais, empresariais e governamentais. Para citar algumas delas compartilho com vocês o primeiro passo que foi dado lá do Centro América, naquele país chamado Honduras.

Vamos lá aqui vai uma breve escala de promoções e tentativas de golpes, tendo o seu inicio em Argentina junto à tensão diplomática com o Uruguai, 2007. Em seguida as constantes pressões contra o governo de Hugo Chávez, 2009, na sequência a tentativa de golpe no Equador contra o presidente Rafael Correa (2011), e logo mais a destituição do ex-presidente do Paraguai Fernando Lugo (2012). A coisa não para por ai não… Fazendo parte de uma grande rede de comunicação alternativa de América latina passo a receber constantes informações de diversas tentativas de golpes e uma das mais comuns é a utilização dos meios de comunicações na conformação dos medos sociais e violência gratuita. Tal qual a palavra CRISE!

Por fim deixo o meu relato.

“Em 2009 estava eu vivendo em Buenos Aires, Argentina no bairro de Chacarrita. Naquela época em minha casa tinha um espaço de experimentação online radiofônico. Fazia/faço parte de uma rede de comunicação alternativa online que como finalidade era difundir as mais diversas informações do que acontecia nos países da América Latina. Naquele ano em Honduras o ex-presidente Manuel Zelaya foi deposto por um golpe cívico-militar liderado pelo conservador Juan Orlando Hernández, hoje atual presidente. Foi tudo uma grande e negativa surpresa. Honduras então encontrava-se em um tenso momento, mas não era esperado tamanho golpe.

Então ali conectado a outr@s companheir@s de lutas eles transmitiam tudo o que passava na capital hondurenha, Tegucigalpa, antes de todas as redes de comunicações serem cortadas. Aqui vai o primeiro áudio deste triste fato.

Aqui segue o áudio da entrevista com Radio Globo:

Talvez seja muita coincidência tudo o que se vem passando no Brasil nestes últimos meses, não…?

Por Ângelo Fábio

Acompanhe o CentralPE pelo Facebook